Arquivo da categoria: Uncategorized

CORUJÃO DA POESIA-UNIVERSO DA LEITURA. Uma inciativa de extensão e cultura da UNIVERSO, em parceria com a sociedade civil e organizações governamentais

CORUJÃO DA POESIA-UNIVERSO DA LEITURA. Uma inciativa de extensão e cultura da UNIVERSO, em parceria com a sociedade civil e organizações governamentais.

É a única vigília semanal de poesia, literatura e música de toda a AMÉRICA e com o microfone aberto para todos que queiram se manifestar artisticamente. Toda semana músicos dividem a cena com dezenas de poetas iniciantes e consagrados. E o melhor de tudo é que a principal finalidade do movimento é arrecadar livros para a construção de bibliotecas solidárias e postos permanentes de LIBERTAÇÃO DOS LIVROS em pontos de extrema necessidade do estado do Rio de Janeiro ou mesmo de outras localidades.
São 12 anos e 4 meses de “Corujão da Poesia – Universo da Leitura” no Rio de Janeiro. O microfone está sempre aberto aos poetas, músicos, atores, escritores e todos os demais amantes da arte da palavra. O nosso único alerta é o seguinte: esteja sempre preparado com a sua apresentação/performance/leitura tal como manda a nossa democrática e libertária tradição. A entrada é sempre franca e o desfecho da noite imprevisível!
Nossas metas principais: a inclusão do livro nos espaços de convivência e a formação do prazer da leitura individual e coletiva, tendo a POESIA e a MÚSICA como os instrumentos de sedução. Afinal, quem resiste a um poema ou a uma canção?
Tornamo-nos um MOVIMENTO PLURAL e acolhedor, com desdobramentos no cenário sócio-cultural do estado do Rio de Janeiro e com repercussão em todo o país.
O crescimento do movimento foi tanto que na metade de 2008 criamos mais duas edições: primeiro veio o Corujão Niterói e depois o Corujão São Gonçalo e ambos também são um sucesso, angariando corações por onde os Corujas passam!
Missão: formação do PRAZER DA LEITURA.
Arrecadação e libertação dos livros.
OBS: Toda parceria  de cooperação é amplamente divulgada na mais diversas mídias.
LOCAIS:
Rio de Janeiro
Todas às terças de 20:30 – Uma da madrugada.
Niterói
Reserva Cultural – Bizu Bizu
Quinta-feira – quinzenalmente
São Gonçalo (acompanhar a divulgação na página do Facebook)
Poderosa na Chapa.
Camarão São Gonçalo.
20h à uma da madrugada.
Página do Facebook com agenda dos encontros:
Anúncios

Agenda Corujão da Poesia- Universo da Leitura -Janeiro 2018

09, 16, 23 e 30 de janeiro – Corujão do Rio, 21h, não Cine Joia. Avenida Nossa Senhora de Copacabana, 680 – Subsolo. Entrada franca e microfone aberta.

11 e 25/01 – Corujão de Niterói, 21h. Reserva Cultural de Niterói. Av. Visconde do Rio Branco, 580 – São Domingos. Entrada Franca e microfone aberta.

18 / 01- Corujão de SÃO GONÇALO, 20h. Na Poderosa na Chapa, não Camarão, com uma Rua Jayme Figueiredo. Entrada franca e microfone aberta.

Corujão da Poesia pousa na noite de Ipanema

Com o fechamento da Livraria Saraiva no Leblon, o Corujão da Poesia-Universo da Leitura, única vigília semanal de poesia, música e leitura do continente americano, pousa no Barzin, na Rua Vinicius de Moraes, em Ipanema, todas às terças-feiras, com entrada franca, microfone aberto aberto para artistas e libertação dos livros.
O projeto que comemora 10 anos de existência em novembro de 2015, inicia suas atividades no Barzin, no dia primeiro de dezembro, das 20h30m à uma hora da madrugada.

Relembrando, momento histórico no SARAU

RELEMBRANDO…….
Jorge Ben Jor, CAETANO VELOSO, JORGE VERILLO, Manoel Herculano,João Do CorujãoGlad Azevedo, Flora, Luciano e JOTA VELLOSO em momento histórico no SARAU do CorujaodaPoesia Universo da Leitura. Vale conferir!

Emicida e Vanessa da Matta

Emicida e Vanessa da Matta: um vídeo que nos revela o poder transformador da leitura.

Por que SARAUS de POESIA?

A busca do significado e crescimento pessoal é um impulso implantado em todo ser humano, esteja ele consciente disso ou não. Aquele que não está, ou que só o sinta de vez em quando, pode ficar chocado quando em contato com esse impulso através de algum evento incomum…” OLGA KHARITIDI (Psiquiatra russa). É por esta e outras razões que realizamos SARAUS DE POESIA!!!

Mãos dadas – Carlos Drummond de Andrade, Jorge Ben Jor, Erika Janusa e João Luiz de Souza – o João do Corujão

Nas fotos: Jorge Ben Jor, Erika Janusa e João Luiz de Souza – o João do Corujão

DSC01135DSC01136

E o poema de hoje é:

Mão Dadas ( Sentimento do Mundo), de Carlos Drummond de Andrade.

Não serei o poeta de um mundo caduco.
Também não cantarei o mundo futuro.
Estou preso à vida e olho meus companheiros.
Estão taciturnos mas nutrem grandes esperanças.
Entre eles, considero a enorme realidade.
O presente é tão grande, não nos afastemos.
Não nos afastemos muito, vamos de mãos dadas.

Não serei o cantor de uma mulher, de uma história,
não direi os suspiros ao anoitecer, a paisagem vista da janela,
não distribuirei entorpecentes ou cartas de suicida,
não fugirei para as ilhas nem serei raptado por serafins.
O tempo é a minha matéria, do tempo presente, os homens presentes,
a vida presente.